Carregando pesquisa personalizada...
/ noticias / Maranhao
Sábado, 12 de Março de 2011 às 11h40

Mistério envolve morte de mulher em Porto Franco

A mulher foi presa pela Policia Civil em Imperatriz no dia 1º deste mês em cumprimento a um mandado de prisão expedido pela Justiça de São Paulo.
O Estado do MA
Tamanho da Fonte
+  -

Mistério envolve a morte de Tamires Pereira Vargas, de 19 anos, dentro de uma cela da delegacia do município de Porto Franco, distante 800 km de São Luís. O fato ocorreu na noite de Terça-Feira de Carnaval. A polícia diz que Tamires Vargas foi presa após se envolver em um tumulto. Levada para a delegacia, ela, segundo a polícia, cometeu suicídio por enforcamento.

Familiares da vítima contesta essa versão. Eles admitem que a mulher foi presa sob efeito de bebida alcoólica, mas ela tinha comportamento normal, o que afastaria a possibilidade de suicídio, e cobram o esclarecimento do caso, principalmente sobre os hematomas encontrados em seu corpo. Tamires Vargas tinha alergia ao spray de pimenta usado por policiais durante uma confusão na rua, que lhe atingiu.

Em nota enviada à TV Mirante de Imperatriz, o comandante da PM em Porto Franco, tenente-coronel Arquimedes Brito, disse que, de acordo com o boletim de ocorrências, a jovem foi conduzida à delegacia com outras pessoas que se envolveram em uma confusão generalizada no corredor da folia, em Campestre. O comandante acrescentou ainda na nota que a jovem estava embriagada, chegando inclusive a agredir os policiais. Ela foi presa por desacato e deixada na delegacia.

O delegado regional Francisco de Assis Ramos afirmou que o caso já está sendo investigado pela polícia. Ele adiantou que solicitou um laudo pericial do Instituto de Criminalística e determinou a instauração do inquérito pelo delegado de Estreito, Eduardo Galvão, visando o esclarecimento total da morte da mulher em razão dos hematomas no corpo da vítima e relatos feitos por seus familiares.

Prisão - Já em Imperatriz, permanece na carceragem da delegacia regional a empregada doméstica Kelly Alves Lima, presa supostamente após ser confundida como integrante de uma quadrilha que aplicava o golpe "Boa Noite, Cinderela" em São Paulo.

Com 29 anos de idade e mãe de três crianças menores, Kelly Alves Lima reside no povoado Bebedouro, a 2 quilômetros do povoado Camaçari, em João Lisboa, sendo que nos últimos dias estava trabalhando em Imperatriz.

A mulher foi presa pela Policia Civil em Imperatriz no dia 1º deste mês em cumprimento a um mandado de prisão expedido pela Justiça de São Paulo. Ela garante que nunca foi àquele estado.

Alguns policiais acreditam em equivoco sobre a prisão. O delegado regional, Francisco de Assis Ramos admitiu que a mulher pode ter sido presa por engano, mas alega que ordem judicial é para ser cumprida.

Kelly disse que ano passado um homem que se dizia fotógrafo a abordou no calçadão da cidade, quando passeava com os filhos, e pediu para fazer gratuitamente as fotos das crianças. Ao entregar as fotografias, ele cobrou pelos serviços. Em razão de não ter dinheiro, ela acabou sendo convencida a assinar um recibo no qual colocou todos seus dados pessoais, como RG e CPF.

"Não posso pagar por um crime que não cometi, sou inocente", disse a mulher. A família contratou o advogado Sálvio Dino para tentar provar que o caso é homônimo, ou seja, pessoas que tem o mesmo nome. A família de Kelly está desesperada, temendo a transferência dela para São Paulo, que chegou a ser anunciada há dois dias. Kelly, acusada pelo crime, é natural e mora na cidade de Presidente Dutra. Ela chegou a ser presa, mas conseguiu fugir.

Publicidade
Publicidade

mais sobre Maranhao

19h49 - 25/11/2014
Homem morre após trocar tiros com polícia em Viana
19h49 - 16/11/2014
Crime aconteceu após discussão no trânsito. José Ramos Jr. foi morto com um tiro no peito.
12h05 - 25/10/2014
A instituição de ensino superior estará ofertando 2.700 mil vagas. O pagamento poderá ser efetuado até o dia 3 de novembro.
12h02 - 25/10/2014
Informação é da Secretaria Municipal de Criança e Assistência Social. Índices foram divulgados durante palestra nessa sexta-feira.
11h56 - 25/10/2014
Droga foi descoberta após passageiros desconfiarem de cheiro forte. Polícia foi acionada e a suspeita acabou sendo presa.
Selecione um idioma:
publicidade

TV Cidade

© 2001 - 2014. Todos os direitos reservados ao Portal do Maranhão
Portal do Maranhão - O Maranhão é Nóticia Aqui